terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Feliz Ano Novo




Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio. Salmos 90:12. AV 2.1

Acha-se agora no passado outro ano de vida. Abre-se um novo ano diante de nós. Que registro será o seu? Que escreverá cada um de nós em Suas páginas imaculadas? A maneira por que passamos cada dia que vem, decidirá. ... AV 2.2
Entremos no novo ano com o coração purificado da contaminação do egoísmo e do orgulho. Afastemos de nós toda condescendência pecaminosa, e busquemos tornar-nos fiéis, diligentes discípulos na escola de Cristo. Um novo ano descerra suas alvas páginas aos nossos olhos. Que escreveremos nós aí? ... AV 2.3
Procurai começar este ano com justos desígnios e motivos puros, como seres responsáveis perante Deus. Conservai sempre em mente que os vossos atos estão passando diariamente à história pela pena do anjo relator. Encontrá-los-eis novamente quando o Juízo se assentar e forem abertos os livros. ... AV 2.4
Se nos ligarmos a Deus, a fonte da paz, da luz e da verdade, Seu Espírito fluirá por nosso intermédio como por um conduto, de modo a refrigerar e beneficiar a todos ao redor de nós. Este pode ser o último ano de vida para nós. Não o iniciaremos com refletida consideração? Não hão de a sinceridade, o respeito, a benevolência assinalar nossa conduta para com todos? AV 2.5
Não retenhamos coisa alguma dAquele que deu Sua preciosa vida por nós. ... Consagremos todos a Deus a propriedade que Ele nos confiou. Acima de tudo, demo-nos nós mesmos a Ele como oferta voluntária. — The Signs of the Times, 7 de Janeiro de 1889. AV 2.6
Oxalá o início deste ano seja uma ocasião inesquecível — ocasião em que Cristo entre em nosso meio, e diga: “Paz seja convosco”. João 20:19. Desejo a todos, um feliz Ano Novo. AV 2.7
“Vivemos por atos, não por anos; por pensamentos, não respiração;
Por sentimentos, não algarismos de um relógio.
Devemos contar o tempo pelo pulsar do coração que bate
Pelo homem, pelo dever. Vive mais aquele que
Mais pensa, sente mais nobremente e procede melhor.” — The Review and Herald, 3 de Janeiro de 1882. AV 2.8

Meditação Matinal - Nossa Alta Vocação

sábado, 21 de dezembro de 2013

Até quando Satanás teve oportunidade para se arrepender?

Dr. Alberto Timm
 Algumas pessoas creem que o tempo de graça para Satanás só se esgotou na cruz (João 19:30), pois ainda nos dias de Jó ele participou com “os filhos de Deus” de uma reunião “perante o Senhor” (Jó 1:6-8). Mas a descrição desse episódio não sugere que a reunião haja ocorrido necessariamente nas cortes celestiais, e muito menos que Satanás, depois de expulso do Céu (Apoc. 12:7-9), ainda tivesse acesso à salvação. Ellen White esclarece que o tempo da graça para Satanás e seus anjos esgotou-se com a expulsão deles do Céu. Ela declara que “Deus, em Sua grande misericórdia, suportou longamente a Satanás”, e que “reiteradas vezes lhe foi oferecido o perdão, sob a condição de que se arrependesse e submetesse”, mas ele jamais aceitou os apelos da misericórdia divina (O Grande Conflito, págs. 495 e 496). Havendo perdido sua posição nas cortes celestiais, Satanás ainda solicitou para ser readmitido no Céu, mas Cristo lhe disse que isto seria impossível. O próprio Satanás deixou a presença de Cristo “plenamente convencido de que não havia possibilidade de ser reintegrado no favor de Deus” (História da Redenção, pág. 27).
De acordo com a Sra. White, após os anjos caídos deixarem o Céu, “não havia possibilidade de esperança de redenção para estes que haviam testemunhado e compartilhado da glória inexprimível do Céu, tinham visto a terrível majestade de Deus e, em face de toda esta glória, ainda se rebelaram contra Ele. Não haveria novas e maravilhosas exibições do exaltado poder de Deus que os pudessem impressionar tão profundamente como aquelas que já haviam testemunhado.” (No Deserto da Tentação, págs. 25 e 26).

Fonte: Revista do Ancião (abril – junho de 2003)

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Daniel 10 - O making of da História

Depois de assistir a um bom filme, eu me obrigo a ver o making of. Desconfio que não seja o único a me interessar por isso, tal a qualidade dos making ofs em filmes recentes. O que me leva a assistir ao making of é o desejo de entender melhor o porquê de algumas opções estéticas do diretor, a maneira como o elenco e a equipe técnica interagiram, os desafios na realização do projeto e os “truques” de filmagem. Atualmente, além dos making ofs, muitos DVDs trazem a opção de se assistir ao filme com os comentários do diretor e/ou roteirista. Sabe de uma coisa? Quantas vezes na vida você e eu não gostaríamos de contar com um menu que disponibilizasse os “comentários do diretor”, ao mesmo tempo em que as coisas acontecem. Somente dessa forma poderíamos entender os motivos para a entrevista de emprego cair no sábado. Saberíamos há mais tempo que estávamos sendo traídos pela pessoa amada. Veríamos a mágoa que nossas palavras impensadas trouxeram a pessoas queridas...

Não pense que no fim da vida será possível fazer um retrospecto. Muitas vezes faltará uma perspectiva adequada. Pessoas que não tiveram discernimento ao longo da vida raramente poderão se autoavaliar próximo ao fim dela. Em outras ocasiões, não sobrará tempo hábil. E mesmo no caso de discernimento se conjugar com oportunidade, ainda assim a pessoa se defrontará com outra barreira: o desconhecido. Ninguém sabe dizer o que estava nos bastidores de cada ato de sua vida.

Se as considerações anteriores são válidas para o plano pessoal, também o são para a história humana como um todo. Como avaliar o amontoado de eventos de povos e indivíduos, imiscuídos em conquistas sanguinárias, motins, revoluções, manifestações do povo comum, avanços tecnológicos e relações diplomáticas? Os historiadores profissionais não se atêm a uma única alternativa quando se trata de encarar os fatos. Mas poucos se arriscam a delimitar um fluxo da História, capaz de explicar razoavelmente o passado, compreender o presente e prover a chave para o entendimento do futuro.

Entretanto, posso assegurar a você que, se fosse possível olharmos para o segredo da “máquina do mundo” (como no poema de Drummond), veríamos o Deus de amor, como o grande diretor da vida de indivíduos e da própria História. Esse quadro é o que Daniel nos oferece no capítulo 10 de seu livro.

Daniel descreve uma visão ocorrida na época de Ciro, que se caracterizava como uma “guerra prolongada” (Dn 10:1). Em virtude do quadro profético, Daniel enfermou por três semanas (v. 2), período no qual mal conseguia se alimentar (v. 3), o que também parece ter se devido à atitude dele de se humilhar para entender melhor o assunto (v. 12).

Após esse início assustador, o profeta foi confortado por um ser celestial que, à semelhança do que vimos no capítulo 9, afirmou que Deus o enviou por consideração ao profeta, o qual é considerado “homem muito amado” (Dn 9:22-23; 10:11,18, 19). Apesar de tamanhas manifestações sobrenaturais e da grandiosidade da mensagem, apenas Daniel recebeu a visão – seus acompanhantes nada viram (Dn 10:7).

O anjo que fala com Daniel (v. 11-21) revela que a visão trata de um combate entre ele e o “Príncipe da Pérsia” (v. 13, 20), e outro combate vindouro, dessa vez, contra o “Príncipe da Grécia” (v. 20). Seria irrazoável crer que tais príncipes citados se referem a meros seres humanos, porque assim teríamos que admitir um combate entre eles e um anjo de Deus! O contexto dá a entender que seriam entidades espirituais em luta, tentando influenciar nações e governos, quer para o bem, quer para o mal. De fato, “a nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestes” (Ef 6:12, NVI).

CONTINUE LENDO CLICANDO AQUI!

O cético e o crente no ventre

Outro mundo os aguarda
No ventre de uma mulher grávida estavam dois bebês. O primeiro perguntou ao segundo:

- Você acredita na vida após o nascimento?

- Certamente. Tem que haver algo após o nascimento. Talvez estejamos aqui principalmente porque nós precisamos nos preparar para o que seremos mais tarde.

- Bobagem, não há vida após o nascimento. Como verdadeiramente seria essa vida?

- Eu não sei exatamente, mas certamente haverá mais luz do que aqui. Talvez caminhemos com nossos próprios pés e comeremos com a boca.

- Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? É totalmente ridículo! O cordão umbilical nos alimenta. Eu digo somente uma coisa: a vida após o nascimento está excluída. O cordão umbilical é muito curto.

- Na verdade, certamente há algo. Talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos habituados a ter aqui.

- Mas ninguém nunca voltou de lá, depois do nascimento. O parto apenas encerra a vida. E, afinal de contas, a vida é nada mais do que a angústia prolongada na escuridão.

- Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós.

- Mamãe? Você acredita em mamãe? E onde ela supostamente está?

- Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e através dela nós vivemos. Sem ela tudo isso não existiria.

- Eu não acredito! Eu nunca vi nenhuma mamãe, por isso é claro que não existe nenhuma.

- Bem, mas, às vezes, quando estamos em silêncio, você pode ouvi-la cantando, ou a sente, quando ela afaga nosso mundo. Sabe, eu penso então que a vida real nos espera e agora apenas estamos nos preparando para ela.


(Autor desconhecido)

ACESSE O SITE CRIACIONISMO.COM

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Esboço para o estudo de Daniel 8 e 9

Bíblia grande
No programa diário que apresento na rádio Novo Tempo, “Lições da Bíblia”, prometi aos ouvintes que disponibilizaria no blog do “Na Mira da Verdade” o esboço que elaborei para explicar Daniel 8 e 9.
O arquivo está em formato Pdf e poderá ser usado por você, caro leitor, em seus momentos de estudo das Escrituras, a fim de aprofundar-se na compreensão das verdades preciosas que podemos extrair do estudo sério da Palavra de Deus. Para baixá-lo, clique no link a seguir: Esboço para o estudo de Daniel 8 e 9 no programa Lições da Bíblia
Permita-me destacar algumas coisas:
1. O esboço foi feito para facilitar a apresentação de um assunto amplo em programa de rádio. Não é uma abordagem detalhada e exegética (interpretativa) de Daniel 8 e 9, mesmo que algo de exegese (interpretação) tenha sido feito, considerando o método historicista para a interpretação de textos proféticos.
2. Recomendo no referido material algumas bibliografias básicas para quem deseja se aprofundar no estudo das profecias. Há muito mais obras, porém, no momento, indico apenas algumas delas, que estão mais acessíveis em língua portuguesa.
Tenha uma semana feliz e abençoada. Um grande abraço!
Curta nossa página no Facebook. Clique aqui
#namiradaverdade

Mandela e a Igreja Adventista

O mundo perde um verdadeiro líder
Nelson Mandela (1918-2013) vai ser enterrado no dia 15 de dezembro, na cidade de Qunu, onde passou a infância, junto dos pais e três dos seus filhos, numa cerimônia íntima, como era o desejo dele, informou o presidente da África do Sul, Jacob Zuma. Zuma decretou que este domingo, dia 8 de dezembro, será um “dia nacional de oração e reflexão”, em memória do antigo líder da luta antiapartheid e símbolo maior da reconciliação nacional sul-africana. “Peço a todas as pessoas, nas igrejas, mesquitas, templos, sinagogas, que parem para fazer uma oração e pensem na vida de Madiba, e na sua contribuição para o seu país e o mundo”, disse Zuma.

Mandela tinha uma ligação especial com os adventistas do sétimo dia, uma organização mundial que também preza pela liberdade e que prega contra qualquer tipo de segregação. Mandela matriculou dois de seus filhos em uma escola adventista perto de Johanesburgo e apoiava a Igreja Adventista, enquanto foi presidente da África do Sul.

O adventismo tem uma rica herança na África do Sul, e Mandela ajudou a Igreja a se desenvolver lá nos anos 1990 e mesmo depois.

Leia também: "Um homem invictus"

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

As Últimas Palavras

"Certas pessoas têm a língua afiada como uma espada, pronta para destruir outros, mas as palavras do homem sábio ajudam a estabelecer amor e paz."(Provérbios 12:18 VIVA)

Lembrando-me de um sermão que ouvi à algumas semanas atrás sobre as últimas palavras... fiz uma pesquisa sobre as últimas de algumas pessoas:
Algumas Celebridades Cristãs:

- Estêvão: “Senhor Jesus, recebe o meu espírito!”.
- Apóstolo S. Pedro: “Crucifiquem-me de cabeça para baixo. Não quero ser crucificado como foi meu Mestre”. (Segundo a tradição).
- São Paulo: “Eu sei em quem tenho crido... Combati o bom combate, completei a carreira e guardei a fé...”
- Wicliffe: “Se provarem pela Bíblia que eu estou errado, eu me retratarei”.
- João Huss: “Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim. Eu entrego o meu espírito em Tuas mãos, ó Senhor Jesus, pois Tu me remiste”.
- Jerônimo: “Venha com ousadia para frente, ponha fogo à minha vista. Se eu tivesse medo da morte, não estaria aqui... Senhor, Pai todo-poderoso, tem piedade de mim e perdoa meus pecados, pois sabes que sempre amei Tua verdade”.
- Lutero: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito, Tu me resgataste ó Deus fiel!”
- Wesley: “O melhor de tudo é que Deus está comigo”.
- Savanarola: “O Senhor sofreu tanto por mim!”.
- Stules: “O que é que eu faria sem Jesus agora?”
- Cervantes: “Isto, sim, é que é morrer!”
- Ellen G. White: “Eu sei em quem tenho crido”.

Algumas Celebridades Não-Cristãs:

- Voltaire: “Vou morrer e vou para o inferno”.
- César Bórgia: “Ai de mim! Estou morrendo sem estar preparado”.
- Juliano, o apóstata – Imperador Romano: “Venceste, ó Galileu!”
- Paine: “Abaixai o pano, pois acabou a comédia”.
- Rebelais: “Ficai comigo, pois tenho medo de permanecer só”.
- Nero, imperador romano: “Que grande artista vai perder o mundo!”.
- Reza Pahlev - Xá do Iran: “Meu grande erro foi ter nascido”.

Assim como a mensagem que ouvi dizia, me faz pensar que nem sempre temos oportunidade de refletir e dizer as últimas palavras. Palavras que podem não ser as minhas últimas mas as últimas que alguém próximo a mim pode ouvir da minha boca, Então seriam as últimas que eu teria dito a ela, e como  eu ficaria? Como me sentiria se fossem palavras de ira, raiva, rancor, egoísmo?

Devemos tomar cuidado todo o tempo com as palavras pois podem ser as últimas palavras minha dirigidas a alguém. Que só agora que se foi, soube o quanto amava ou apreciava mas que perdi.

Fica a dica. Palavras boas, palavras de alegria, palavras de amor e carinho, palavras que possam salvar vidas. Busque essas palavras.

sábado, 26 de outubro de 2013

Dr.Luigi Braga-Testemunho sobre Cinema

Tem pessoas que dizem ainda, isso não me convenceu, para essas pessoas digo o seguinte, no tempo de Jesus as pessoas não se convenciam do que Jesus também disse e aí (Lucas 11:29-31)? Vai esperar o que mais? Alguns nem que um anjo vier e falar pessoalmente vão deixar de ser teimosos com relação ao erro.


Diversão ou Recreação? Cinema, Estádio de futebol, Baladas

“Entre as casas de diversões, a mais perigosa é o teatro. Em lugar de ser uma escola de moralidade e virtude, como costuma ser chamada, é ele justamente o viveiro da imoralidade. Os hábitos viciosos e as tendências pecaminosas são fortalecidos e confirmados por esses entretenimentos. As cantigas baixas, os gestos, expressões e atitudes indecentes corrompem a imaginação e rebaixam a moral. Todo jovem que assiste habitualmente a tais exibições será corrompido em princípio. Não existe em nosso país influência mais poderosa para corromper a imaginação, destruir as impressões religiosas e enfraquecer o gosto pelos prazeres tranqüilos e as sóbrias realidades da vida, do que as diversões teatrais. O gosto por estas cenas aumenta com cada transigência, assim como o desejo para com as bebidas intoxicantes se fortalece com seu uso. O único caminho seguro é evitar o teatro, o circo, e todos os outros lugares de diversões duvidosos”.

“Os amantes de prazeres continuam a freqüentar os teatros, as corridas de cavalos, os centros de jogo, e domina o máximo de agitação; a hora da graça, no entanto, vai-se presto encerrando, e cada caso está a ponto de ser eternamente decidido. Poucos há que acreditem de alma e coração que temos um Céu a ganhar e um inferno de que fugir; estes, porém, revelam pelas obras a sua fé”. Os sinais da vinda de Cristo estão-se cumprindo rapidamente. Satanás vê que não lhe resta senão pouco tempo para operar, e tem posto seus agentes a trabalhar no sentido de agitar os elementos do mundo, para que os homens sejam enganados, iludidos, e se conservem ocupados e absorvidos até que finde o tempo da graça, e para sempre se feche a porta da misericórdia. Fundamentos da Educação Cristã.

Os estudantes devem fazer exercício vigoroso. Poucos males há que se devem temer mais do que a indolência e a falta de um objetivo. Não obstante, a tendência da maior parte dos esportes atléticos é assunto de ansiosa preocupação por parte dos que levam a sério o bem-estar da juventude. Os professores ficam incomodados ao considerar a influência destes esportes tanto no progresso do estudante da escola como no seu êxito na vida posterior. Os jogos que ocupam tanto o seu tempo lhe estão desviando o espírito do estudo. Não estão ajudando aos jovens a se prepararem para o trabalho prático e ardoroso da vida. Sua influência não tende para o refinamento, generosidade, ou verdadeira varonilidade. Alguns dos mais populares divertimentos, tais como o futebol americano e o boxe, têm se tornado escolas de brutalidade. Estão desenvolvendo as mesmas características que desenvolviam os jogos na antiga Roma. O amor ao domínio, o orgulho da mera força bruta, o descaso da vida, estão exercendo sobre a juventude um poder desmoralizador que nos aterra. Outros jogos atléticos, embora não tão embrutecedores, são pouco menos reprováveis, por causa do excesso com que são praticados. Estimulam o amor ao prazer, alimentando assim o desprazer pelo trabalho útil, a disposição de evitar os deveres práticos e as responsabilidades. Tendem a destruir a graça pelas sóbrias realidades da vida e seus prazeres tranqüilos. Desta maneira, abre-se a porta para a dissipação e desregramento, com os seus terríveis resultados.Educação, págs. 210 e 211.


quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Nosso preparo - Igreja de Laudiceia


"Vi que muitos se estão lisonjeando de ser bons cristãos, os quais não têm um raio de luz de Cristo. Não têm por si mesmos uma viva experiência na vida religiosa. Necessitam de profunda e completa obra de humilhação de si mesmos diante de Deus, antes de experimentarem sua verdadeira necessidade de diligente, perseverante esforço para obter as preciosas graças do Espírito."
(Testemunhos Seletos Vol.1 pg.328)

"Atenção! Eu tenho permanecido à porta e estou batendo constantemente. Se alguém me ouvir chamá-lo e abrir a porta, eu entrarei e farei companhia a ele, e ele a mim. 
E permitirei que cada um que vencer se sente ao meu lado no meu trono, tal como eu ocupei o meu lugar com o meu Pai no trono dele quando me tornei vencedor. 
Que aqueles que podem ouvir, ouçam o que o Espírito está dizendo às igrejas. "
(Apocalipse 3:20-22 - Bíblia VIVA)

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Busque a solução garantida!


Quantas vezes meus irmãos, quando vem tentações, os problemas e dificuldades na nossa vida, em vez de clamar diretamente para Jesus, olhamos para os relâmpagos, pegamos nossos baldes e começamos a tirar água, quando se tão somente olhássemos para Cristo, Ele traria paz a nossa alma. (Marcos 4:35-41)

sábado, 22 de junho de 2013

Nossa Verdadeira Marcha

Tenho visto principalmente nas redes sociais vários cristãos que tem abraçado a ideia dos protestos. Com certeza não devemos ficar parados. Mas não vejo um entusiasmo da mesma altura para com nosso foco principal. No final das contas a impressão que tenho é que muitos de nós tem mais disposição para as coisas daqui da Terra do que as do porvir. Acredito que temos uma bandeira e uma marcha pela qual deveríamos estar lutando e não estamos. Nossa mensagem deve ser arrependimento, Jesus e este sendo o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo(ou será que os João Batistas de hoje vão pregar algo diferente do João Batista que veio antes de Jesus preparar o caminho?)

"Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura." Mar. 16:15.
Senhores, obedecei a vossas ordens de marcha. Obreiros Evangélicos, pág. 115.

Não Há Tempo a Perder
"O grande dia do Senhor está perto, está perto, e se apressa muito." Sof. 1:14. Tenhamos calçados os pés com os sapatos do evangelho, prontos para marchar imediatamente à primeira ordem. Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 310.
Os membros da igreja... devem estar sempre prontos para entrar imediatamente em ação, em obediência às ordens do Mestre. Onde quer que vejamos trabalho por fazer, devemos lançar-nos a ele e executá-lo, olhando constantemente para Jesus. ... Se cada membro fosse um missionário vivo, o evangelho seria rapidamente proclamado em todos os países, a todos os povos, nações e línguas. Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 299.
Estamos nos aproximando do fim da história terrestre. Temos perante nós uma grande obra - a finalizadora obra de dar a última mensagem de advertência a um mundo pecaminoso. Homens serão tirados do arado, da vinha, de vários outros ramos de trabalho, e enviados pelo Senhor a dar ao mundo esta mensagem. Testimonies, vol. 7, pág. 270.
Fazei soar um alarme pela extensão e largura da Terra. Dizei ao povo que o dia do Senhor está perto, e se apressa grandemente. Ninguém fique por advertir. Poderíamos achar-nos no lugar das pobres almas que se encontram em erro. Poderíamos haver sido colocados entre os bárbaros. Segundo a verdade que recebemos mais que os outros, somos nós devedores quanto a comunicar-lha. Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 375.
Meus irmãos e irmãs, é demasiado tarde para dedicar vosso tempo e forças a servir a vós mesmos. Não vos encontre o último dia destituídos do tesouro celestial. Procurai promover os triunfos da cruz, procurai iluminar almas, trabalhar pela salvação de vossos semelhantes, e vossa obra resistirá à penosa prova do fogo. Testimonies, vol. 9, pág. 56.

__________________
Raphael Oliveira

sábado, 11 de maio de 2013

OBVIAMENTE - 2Crônicas 05-07

Se você ligar para mim, meu telefone irá tocar. Se passar um e-mail, chegará no meu computador. Se escrever uma carta, o correio irá me entregar. Você irá dizer: “Dãh!” Tão óbvio, não?
No entanto, esse é ponto: a obviedade. Esse é um problema que podemos ter: nos esquecemos justamente do mais básico, do óbvio. Como somos burros! Preocupamo-nos com tanta coisa sofisticada e nos esquecemos do essencial, que geralmente é o mais simples. Quer ver só? Relembrando sobre o que escrevi no primeiro parágrafo, lembra daquele versículo memorável, que muita gente sabe até de cor, que diz: “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra?” Você sabe que essas palavras eram tão óbvias que, no contexto deles, elas chegavam a ser lugar-comum? Não entendo como Deus tem tanta paciência - se dar ao sacrifício de “redundar tantas redundâncias” para ver se numa dessas voltas, talvez consiga nos laçar para o Seu coração, Seu abraço.
O verso de 2Crônicas 7:14 era óbvio porque, se lermos desde o capítulo anterior, vemos que havia acontecido exatamente isso. Veja bem: 2Crônicas 6:12 em diante mostra uma longa oração de Salomão. Ele estava buscando a Deus. Aí, quando entra aí o capítulo sete, diz que “Assim que Salomão acabou de orar, desceu fogo do céu e consumiu o holocausto e os sacrifícios, e a glória do SENHOR encheu o templo”. O verso doze declara que “o SENHOR lhe apareceu de noite e disse: “Ouvi sua oração, e escolhi este lugar para mim, como um templo para sacrifícios”. Logo a seguir, quando estava mais que demonstrado que quando alguém ora a Deus de todo o coração, com todo o seu desempenho, a oração toca o coração de Deus, quando isso tinha acabado de acontecer com Salomão, Deus fala as palavras que destaquei acima: “se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se...”
Para que falar isso se Salomão havia acabado de chamar pelo nome de Deus? Ele não tinha acabado de se humilhar? Não tinha acabado de orar, de buscar a face do Senhor? Não tinha acabado de se converter dos seus maus caminhos? E Deus não tinha acabado de ouvir Salomão? O Senhor não tinha acabado de perdoar seus pecados? Ele não tinha acabado de abençoar a terra de Salomão? Então para que dizer que se alguém O buscasse, Ele atenderia? Para que redundar?
É porque, infelizmente e obviamente, nós esquecemos.


Valdeci Júnior
Fátima Silva

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Saiba a quem você pertence e ore a Ele



Presta atenção no que Deus está te dizendo
"Não temas, porque Eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és Meu" (Isaías 43:1)

"O conhecimento do paterno amor de Deus é a primeira e mais simples, e também a última e mais elevada lição na escola da oração." Andrew Murray

A verdadeira oração acontece quando você ajoelha sabendo que o Deus com quem você está falando deseja você.
Que vocês se pertencem um ao outro.

Viva como verdadeiro filho de Deus hoje, pois Ele pagou um alto preço por você. E ore porque ele diz que SE nós o buscarmos de todo o coração vamos achá-lo! (Jeremias 29:13,14).

sendo assim "como louvaremos a Deus, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos do céu porque nós pertencemos a Cristo!" Efs 1:3  (Bíblia Viva)



quarta-feira, 24 de abril de 2013

Viva na certeza de que Yahweh-yir'eh - O Senhor Proverá




Salmos 43:4  Então irei ao altar de Deus, a Deus, a fonte da minha plena alegria. Com a harpa te louvarei, ó Deus, meu Deus!

Por todo o Antigo Testamento da Bíblia, o altar está associado com a presença do Senhor; por meio dele os israelitas tinham acesso a Deus, como menciona no salmos acima. O povo de Israel no deserto sem o altar de sacrifícios no tabernáculo estavam perdidos.

Hoje não é diferente, se quisermos nos aproximar de Deus, devemos olhar para Cristo e este crucificado(1 Coríntios 2:2), somente através do sacrifício do Filho nos aproximamos do Pai. Aceite o sacrifício de Jesus na sua vida e se aproxime de Deus que te espera com os braços abertos!

Esta era a certeza que Abraão possuía quando levou seu filho ao monte Moriá. E saiu de lá com a garantia de que Deus provê e proveria ainda um sacrifício muito maior para sua vida.

Este nome composto é o próprio fundamento do plano da salvação!

Viva na certeza de que Yahweh-yir'eh!

sexta-feira, 22 de março de 2013

DVD A Última Esperança – Pr.Luís Gonçalves



Série A Última Esperança, baseada nas 7 igrejas do Apocalipse com Pr. Luís Gonçalves da Igreja Adventista. Gravada em países do oriente médio, Europa e América do Norte.
Na Internet você tem acesso a 2 episódios extras.
Assista e compartilhe.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Deus apaga nossos pecados


Isa 43:25  "Sou eu, eu mesmo, aquele que apaga suas transgressões, por amor de mim, e que não se lembra mais de seus pecados. 

Apaga:
Isaías apresenta claramente a Cristo como o que salva ao homem do pecado. É ele quem perdoa os pecados do homem. O perdão divino não é meramente uma transação legal que tira do registro os pecados passados, a não ser um poder transformador que elimina o pecado da vida. Ao apagar a transgressão, Deus transforma aos pecadores em Santos. Desse modo termina realmente com o pecado. A doutrina da expiação do pecado se apresenta claramente tanto no Antigo como no Novo Testamento.

Não me lembrarei de seus pecados:
Compare Isaías 1: 18; Miq. 7: 19. Isto ocorre uma vez que os pecados são confessados, abandonados e perdoados. Deus trata ao pecador arrependido como se nunca tivesse pecado (Eze. 18: 20-21). As palavras que Cristo dirigiu à mulher surpreendida em pecado são para todos: "Nem eu te condeno; vai, e não peque mais" (João 8: 11).

domingo, 10 de março de 2013

Nossa responsabilidade para com a salvação de outros...



"...PARE AGORA no começo de sua vida, e pese bem suas responsabilidades, suas oportunidades, suas possibilidades. Deus lhe deu oportunidade de ter um alto destino. Sua influência pode pesar na balança em favor da verdade de Deus; pode ser um cooperador Seu na grande obra da redenção humana. ..."
(Mensagem aos Jovens pág. 21)

Jovens devem dar o seu melhor!

...Devem ser jovens que desprezem toda falsidade e impiedade, ousem ser verdadeiros e valorosos, elevando o ensangüentado estandarte do Príncipe Emanuel. Seus talentos aumentarão à medida que os usarem para o Mestre, e serão avaliados como preciosos por Aquele que os comprou por preço infinito. Não se assentem nem negligenciem fazer qualquer coisa, simplesmente porque não podem realizar algum grande feito, mas executem, com perfeição e energia, tudo quanto suas mãos encontrarem por fazer. (Mensagem aos Jovens)

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Donald Trump respeita quem guarda o sábado



“Tenho alguns funcionários que guardam o dia santo ao pôr do sol de sexta-feiras ao pôr do sol do sábado e, portanto, precisam sair do escritório mais cedo. São indivíduos trabalhadores e eu respeito sua dedicação e observância fiel. Quando viajam comigo, chego a programar o voo em meu jato para chegar a tempo de cumprirem as exigências religiosas das sextas-feiras. Eles têm suas prioridades e eu posso sacrificar algumas horas no escritório para esse fim. Sei que são dedicados e que não estão à procura de uma horinha extra de descanso.”

(Donald Trump e Robert T. Kiyosaki, Nós Queremos que Você Fique Rico, p. 223)

Nota: O empregador inteligente faria de tudo para ter e manter em seus quadros pessoas capazes de se sacrificar pela fidelidade aos princípios que abraçam. Se não estão dispostos a violar a consciência em relação a Deus, esses fiéis também não o farão em relação aos seres humanos e a seus superiores. Resumindo: são os melhores funcionários para se ter ao seu lado. Mais: grandes homens, como Trump, entendem a importância de se respeitar crenças alheias. [Michelson Borges]

Fonte: Criacionismo

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Papa Bento 16 renuncia! Profecia ou estratégia?


E agora? Segundo a agência Reuters o Papa Bento 16 anunciou, nesta segunda-feira, que vai renunciar do cargo no próximo dia 28. O líder católico disse em um comunicado que está “plenamente consciente da dimensão do seu gesto” e que renuncia do cargo por livre e espontânea vontade. Um dos motivos da renúncia seria sua idade avançada. O Papa tem 85 anos. O pontificado de Bento 16 começou em abril de 2005 e passou rápido.
Quem foi o primeiro papa? Quem está com a verdade? Quem manda na Igreja?
Estratégia ou profecia?
A Igreja católica preparou uma relação de papas, em que o apóstolo Pedro aparece como sendo o primeiro. Contudo, a história e a Bíblia não sustentam esta pretensão. Foi no quarto século de nossa era que mudanças aconteceram na política da Igreja primitiva, quando foram introduzidos conceitos metropolitanos e patriarcais no sistema episcopal. Havia quatro principais pretendentes a liderança da Igreja – os bispos de Roma, Constantinopla, Antioquia e Alexandria – sendo Roma e Constantinopla os predominantes.

A transferência da sede do governo imperial para Constantinopla, em 330 AD, contribuiu pesadamente para dar o primado ao bispo de Roma, porque agora era a figura mais importante na capital ocidental – Roma. O bispo de Roma, no trono dos Césares, se tornou o maior homem do Ocidente e logo foi forçado (quando os bárbaros invadiram o império) a tornar-se o chefe político e espiritual. Nascia um novo império eclesiástico – a união da Igreja Católica com o governo civil de Roma, tomando a forma da gigantesca Igreja Romana.
A última doação do imperador Constantino, entregando ao papa Silvestre o palácio imperial e a insígnia, e ao clero os orçamentos do exército imperial, representa, sem dúvida, uma transferência de poder. A igreja deixava de ser peregrina, perseguida e estrangeira, para se estabelecer como uma das mais poderosas organizações da Terra. É a partir daí que o papado adquire, formalmente, as suas características definitivas. Por isso, Silvestre (314 – 335 AD) pode ser considerado o primeiro papa.

Papa renuncia ao cargo


O papa Bento XVI vai renunciar a seu pontificado em 28 de fevereiro. Bento XVI anunciou a renúncia pessoalmente, falando em latim, durante o consistório para a canonização de dois mártires. O Vaticano confirmou a notícia e afirmou que o papado vai ficar vago até que o sucessor seja escolhido. Em comunicado, Bento XVI, que tem 85 anos, afirmou que vai deixar a chefia da Igreja Católica Apostólica Romana devido à idade avançada, por “não ter mais forças” para exercer o cargo. O pontífice afirmou que está “totalmente consciente” da gravidade de seu gesto. “Por essa razão, e bem consciente da seriedade desse ato, com total liberdade declaro que renunciou ao ministério como Bispo de Roma, sucessor de São Pedro” [sic], disse Joseph Ratzinger, segundo comunicado do Vaticano.


Leia a íntegra do discurso de renúncia do papa Bento XVI:

“Caros irmãos:

Convoquei-os para este consistório, não apenas para as três canonizações, mas também para comunicar a vocês uma decisão de grande importância para a vida da Igreja. Após ter repetidamente examinado minha consciência perante Deus, eu tive certeza de que minhas forças, devido à avançada idade, não são mais apropriadas para o adequado exercício do ministério de Pedro. Eu estou bem consciente de que esse ministério, devido à sua natureza essencialmente espiritual, deve ser levado não apenas com palavras e fatos, mas não menos com oração e sofrimento. Contudo, no mundo de hoje, sujeito a mudanças tão rápidas e abalado por questões de profunda relevância para a vida da fé, para governar o barco de São Pedro e proclamar o Evangelho, é necessário tanto força da mente como do corpo, o que, nos últimos meses, se deteriorou em mim numa extensão em que eu tenho de reconhecer minha incapacidade de adequadamente cumprir o ministério a mim confiado. Por essa razão, e bem consciente da seriedade desse ato, com plena liberdade, declaro que renuncio ao ministério como Bispo de Roma, sucessor de São Pedro, confiado a mim pelos cardeais em 19 de abril de 2005, a partir de 28 de fevereiro de 2013, às 20h, a Sé de Roma, a Sé de São Pedro, vai estar vaga e um conclave para eleger o novo Sumo Pontífice terá de ser convocado por quem tem competência para isso.

“Caros irmãos, agradeço sinceramente por todo o amor e trabalho com que vocês me apoiaram em meu ministério, e peço perdão por todos os meus defeitos. E agora, vamos confiar a Sagrada Igreja aos cuidados de nosso Supremo Pastor, Nosso Senhor Jesus Cristo, e implorar a sua santa mãe Maria, para que ajude os cardeais com sua solicitude maternal, para eleger um novo Sumo Pontífice. Em relação a mim, desejo também devotamente servir a Santa Igreja de Deus no futuro, através de uma vida dedicada à oração.”




Nota: Segundo o porta-voz do Vaticano, Frederico Lombardi, a notícia foi uma “surpresa”. Nascido na Alemanha no dia 16 de abril de 1927, Ratzinger é o pontífice número 265 da Igreja Católica e o sétimo Chefe de Estado do Vaticano. O papa viria ao Brasil em julho para a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. Segundo o jornal The Guardian, até que um novo Papa seja escolhido, o posto ficará vago. O pontificado de Bento 16 começou em abril de 2005, após a morte do papa João Paulo II, e o último papa a renunciar foi Gregório XII, em 1415. Segundo informações do jornal espanhol El País, um dos grandes favoritos para suceder Bento XVI é o italiano Angelo Scola, arcebispo de Milão, ex-patriarca de Veneza e membro do movimento ultracatólico Comunhão e Liberação.

Em março de 1977, Ratzinger tornou-se arcebispo de Munique e Freising e, menos de três meses depois, foi tornado cardeal pelo papa Paulo VI. Já sob João Paulo II, em 1981, Ratzinger tornou-se o líder da Congregação para a Doutrina da Fé (a velha Inquisição, com outro nome). Nesse cargo, Ratzinger reprimiu com força os teólogos que saíram de sua doutrina rígida e alienou outras denominações cristãs dizendo que não são “igrejas verdadeiras”. Chamado de Guardião do Dogma, ele combateu o sacerdócio feminino e condenou a homossexualidade, além de ser contra a comunhão aos divorciados que voltarem a se casar e a impedir o crescimento do laicismo dentro da Igreja. Por isso e outras coisas, Bento XVI não era dos papas mais populares (como o carismático João Paulo II), mas foi um “cérebro” da igreja, reajustando-a ao conservadorismo da Santa Sé.

O que se pode esperar do próximo papa? Será intelectual como Ratzinger ou mais enérgico e do “corpo a corpo”? Será carismático ou linha dura? Aguardemos o resultado do próximo conclave...[MB]

Leia também: “‘Renúncia do papa é uma decisão inédita na história’, diz pesquisador”
RETIRADO DO SITE: www.criacionismo.com.br

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails